sábado, 14 de maio de 2016

HOJE A FAMÍLIA MARINHO, DONA DO PODER "GLOBAL", JUDAICA POR NATUREZA E PERVERSA QUANTO SEUS ANTEPASSADOS, CONSEGUE SOBREVIVER NABABESCAMENTE USUFRUINDO DAS VERBAS PÚBLICAS DOS IMPOSTOS QUE PAGAMOS. - - - SE ESQUECEM QUE, EM ALGUM DIA SEUS DESCENDENTES PODERÃO ESTAR À MÍNGUA COMO TANTOS BRASILEIROS QUE AGORA, VITIMAS, PAGAM POR SUAS ATUAÇÕES E DESATINOS. - ESTA FAMÍLIA SABE: O QUE AQUI SE FAZ, AQUI SE PAGA. NADA É PARA SEMPRE, QUEM VIVER, VERÁ. ROMA FOI MAIOR E SUCUMBIU...



FCO.LAMBERTO FONTES
Trabalha em JORNALISMO INTERATIVO
Mora em ARAXÁ/MG

1 blogspot, + 1 página no facebook, + de 90 grupos no facebook, + twitter,
+ de 930 blogs e comunidades no google+, + de 420 conexões no LinkedIn. 
  510.197 visualizações em 40 meses


14 de maio de 2016

Vídeo: NY Times

mostra luta contra o golpe

que a Globo

esconde dos brasileiros



Foto: Mídia NINJA
Se a mídia brasileira tenta, desesperadamente, esconder as manifestações contra o ilegítimo governo Temer, importantes veículos internacionais mostram que há resistência no Brasil.

Assista, abaixo, a reportagem do New York Times:
video
                           Publicado em 14 de maio de 2016

Na postagem sobre a falta de reconhecimento ao governo interino de Michel Temer pela comunidade internacional, o Blog do Esmael (http://www.esmaelmorais.com.br/2016/0...) abordou a falta de credibilidade da imprensa brasileira na cobertura da crise política causada pelo golpe de Estado.

Pois bem, a imprensa estrangeira se transformou em fonte fidedigna para quem quer saber o que está ocorrendo no Brasil. Portanto, uma vergonha para os profissionais de imprensa brasileiros. 

Há uma evidente censura dos barões da mídia e da direita brasileiros sobre o que realmente acontece na deposição da presidente eleita Dilma Rousseff.

O que a reportagem do New York Times mostra para o mundo, por exemplo, a Rede Globo esconde dos brasileiros. Há convulsões em várias partes do país, de Norte a Sul, em resistência ao golpe de Estado.

Nesta sexta-feira 13, a mídia brasileira escondeu protestos populares em São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba – onde um grupo de artistas tomou um prédio do Iphan (instituto ligado ao extinto Ministério da Cultura) cuja condição para a desocupação é a renúncia de Temer.



GOLPE DESMORALIZA O BRASIL 

DIANTE DO MUNDO


Foi consensual, e negativa, a reação dos principais jornais do mundo ao processo de impeachment no Brasil; para o espanhol, a presidente Dilma Rousseff foi afastada "sem provas"; o alemão Die Zeit disse que o Brasil se tornou um país de "democracia fraca", o que gera preocupação para a Rio 2016; o francês Le Monde destacou o caráter misógino da equipe do presidente interino Michel Temer; o britânico The Guardian pontuou que o sistema político corrupto do Brasil é que deveria ser julgado – e não a presidente honesta; para o New York Times, a pena imposta a Dilma foi desproporcional; o britânico Financial Times elogiou a equipe econômica; com isolamento no mundo, 
Temer conta com a boa vontade das empresas familiares de mídia no Brasil

LEIA MAIS: