sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

FGTS PARA PAGAR DÍVIDAS - ATÉ ONDE CHEGOU A CRETINICE DESTA QUADRILHA QUE SE APODEROU DA REPÚBLICA...



FCO.LAMBERTO FONTES
Trabalha em JORNALISMO INTERATIVO
Mora em ARAXÁ/MG

1 blogspot, + 1 página no facebook, + de 90 grupos no facebook, + twitter,
+ de 1.000 blogs e comunidades no google+, + de 445 conexões no LinkedIn. 
  557.673 visualizações em 48 meses 

A DIFERENÇA:

EM TEMPOS DE LULA E DILMA PRESIDENTES, ACONTECERAM VÁRIAS INTERVENÇÕES NOS INTUITOS DE GERAÇÃO À BENEFÍCIOS AOS TABALHADORES BRASILEIROS:

LIBERAÇÕES DOS DIREITOS EM QUE DEPENDIA DO GOVERNO FEDERAL A CAUSAR PROPRIEDADES E RENDAS FAMILIARES.

NO GOVERNO TEMEROSO DE TEMER:

LIBERAR RESERVAS DOS PRÓPRIOS TABALHADORES PARA 
PAGAREM DIVIDAS 
QUE FORAM FADADOS À CONTRAÍ-LAS 
DIANTE DAS AÇÕES PREDATÓRIAS DE AÉCIO NEVES 
APÓS PERCA DAS ELEIÇÕES EM 2014.

BANQUEIROS E CAPITALISTAS AGRADECEM A AJUDA DESTE DECRÉPITO E GOLPISTA MICHEL TEMER E 
À SEUS CORRILHOS BANDIDOS:


Grande beneficiário

da liberação do FGTS

serão os bancos


O Governo Temer anunciou, com estrépito, o “pedacinho do bem” de seu pacotinho econômico.

Diz que vai injetar R$ 30 bilhões na economia com a liberação dos saques das contas inativas do FGTS.

Conversa.

E os próprios números do anúncio, reproduzidos pela Folha, o mostram.

Diz que há 10,2 milhões de contas inativas.
E o próprio Michel Temer disse aos jornalistas que “cerca de 86% das contas inativas do FGTS têm saldo inferior a uma salário mínimo, ou R$ 880.”

86% de 10,2 milhões são 8,77 milhões de contas.

Com uma estimativa para lá de generosa de que as contas tenha, em média 500 reais de saldo – e é muito alta, porque é natural que os que têm muito pouquinho sejam os que não se interessaram em retiras os resíduos de contas inativas- isso representaria, se todos sacassem – inclusive os mortos – isso daria R$ 4,38 bilhões.

Não é crível que os outros 14%, que deteriam R$ 25,62 bilhões, divididos em 1,43 milhões de contas inativas –  o que daria um saldo médio de 17 mil de reais em cada uma das outras contas – se é assim e se todos forem  sacá-las não vão, obvio, atirar este valor no consumo.

Mesmo que chegue à metade este valor graúdo liberado,  ele vai é para aplicações financeiras.

O destino do dinheiro grosso, como sempre no Brasil, é o mercado financeiro..