quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

ATÉ ONDE O OPORTUNISMO E A  SAFADEZA DOS POLÍTICOS BRASILEIROS CHEGA. SÃO DISSIMULADOS, FALSOS, CORROMPIDOS E CORROMPEDORES. 
A PROTELAÇÃO DO QUE NÃO LHES INTERESSA:

NA FOLHA ONLINE
09/05/2012 - 21h14

                                                                                                  

Senado aprova fim de 14º e 15º salários dos parlamentares


GABRIELA GUERREIRO
DE BRASÍLIA

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

10/01/2013 - 06h00

                                                                              

Senadores embolsam salário extra que criticaram


ANDREZA MATAIS
GABRIELA GUERREIRO
DE BRASÍLIA

Sete meses após votar por unanimidade pelo fim dos dois salários extras pagos ao ano pelo Congresso e criticar em discursos inflamados o benefício, a maior parte dos senadores aceitou embolsar o dinheiro. O benefício, que soma R$ 53,4 mil ao ano, ainda é pago porque a Câmara até hoje não votou sua extinção.

QUEM SE RECUSOU A RECEBER O SALÁRIO EXTRA:

Ana Amélia (PP-RS)
Ana Rita (PT-ES)
Antonio Russo (PR-MS)
Cristovam Buarque (PDT-DF)
João Capiberibe (PSB-AP)
João Costa (PPL-TO)
João Vicente Claudino (PTB-PI)
Lindbergh Farias (PT-RJ)
Pedro Taques (PDT-MT)
Randolfe Rodrigues (PSOL-AP)
Rodrigo Rollemberg (PSB-DF)
Waldemir Moka (PMDB-MS)
Walter Pinheiro (PT-BA)

Fonte: Senado Federal, dados de 8 de janeiro
                                                                                                      

AGEM COMO SE DELES FOSSE O DINHEIRO PÚBLICO GERADO POR IMPOSTOS DISPARATADOS ONDE SE PENALIZA O POBRE COMO SE RICO FOSSE.