sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

DE AÉCIO NEVES, NINGUÉM MAIS, PRECISA APONTÁ-LO COMO UM IGNÓBIL PROJETO DE CIDADÃO E POLÍTICO. ESTE ENERGÚMENO (AINDA BEM), DESTRUIU PERANTE À NAÇÃO O SEU PRÓPRIO PARTIDO O PSDB E LEVA COM ELE A CORJA DOS DEMOCRATAS E OUTROS MENOS ABASTADOS... SENTAR SOBRE UM RABO TÃO GRANDE E FALAR DOS RABOS MENORES, DÁ À COMPREENDER A SUA HIPOCRISIA E DISSIMULAÇÃO:::



FCO.LAMBERTO FONTES
Trabalha em JORNALISMO INTERATIVO
Mora em ARAXÁ/MG

1 blogspot + 1 página com + de 50 grupos no facebook + twitter + de 810 blogs e comunidades no google+, + de 412 conexões no LinkedIn  -  463.345 visualizações em 37 meses


21 DE JANEIRO DE 2016

'AÉCIO ERA O MAIS CHATO

NA COBRANÇA DE PROPINA'

Na gravação em vídeo de sua delação premiada, o entregador de valores Carlos Alexandre de Souza Rocha, disse ter ouvido que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) era o que mais pressionava por propina junto à empreiteira UTC; ele transportava valores do doleiro Alberto Youssef; "Ceará", como é conhecido, afirmou ter levado R$ 300 mil a um diretor da UTC no Rio, de sobrenome Miranda, que seriam destinados ao tucano; "[Miranda] ainda falou que era o mais chato que tinha para cobrar", contou; líder da oposição que defende o golpe contra Dilma Rousseff, Aécio disse que é "absurda e irresponsável" 
a citação sem comprovação

247 – O senador Aécio Neves (PSDB-MG) era "o mais chato" na cobrança de propina junto à empreiteira UTC.
É o que afirma o entregador de valores Carlos Alexandre de Souza Rocha, na gravação em vídeo de sua delação premiada, divulgada na reportagem de Rubens Valente e Aguirre Talento, da ‘Folha de S. Paulo’.
Ele trabalhava para o doleiro Alberto Youssef.
"Ceará", como é conhecido, afirmou ainda ter levado R$ 300 mil a um diretor da UTC no Rio, de sobrenome Miranda, que seriam destinados a Aécio.
Segundo relator de Rocha, Miranda estava ansioso pela "encomenda": "Esse dinheiro tá me sendo muito cobrado".
Questionado, disse que Aécio era o destinatário do dinheiro. "[Miranda] ainda falou que era o mais chato que tinha para cobrar", contou Rocha.
Aécio negou a acusação e chamou a citação sem comprovação de "absurda e irresponsável".
Em sua delação, "Ceará" também acusou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) de ter recebido propina, mas caso foi arquivo pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki após apontar uma contradição com outro delator (leia aqui).
Delator diz ter ouvido de diretor da UTC sobre suposta propina a Aécio
video